quinta-feira, 11 de maio de 2017

Ambições e traições: Líder do Governo Tiago Braga trai grupo situacionista e instiga rompimento político.


O imbróglio político na noite de ontem (10) na Câmara de Vereadores de Angicos foi estarrecedor. A Maracutáia foi grande! A eleição para escolha da mesa diretora da Câmara despertou uma curiosidade: Mas..., quem traiu quem? Para que o leitor possa compreender..., o que se comenta pelos bastidores é que, após a eleição do Executivo Municipal em 2016, um acordo feito entre o PSDB e o PMDB. No 1º Biênio [2017-2018], o presidente da Câmara seria Clovis Tiburcio do PSDB e, no 2º [2019-2020] seria o Vereador Tiago Braga. O grupo acompanharia este pensamento, porém, não foi o que aconteceu. Clovis teria quebrado o compromisso e antecipara a eleição através de emenda ao regimento da Casa. Tal atitude foi vista por ele, como questão de sobrevivência política, Clovis se lançou candidato com o apoio da oposição quebrando assim o acordo firmado há meses atrás e inviabilizando a candidatura do Vereador Tiago Braga, do PMDB. Quem traiu quem?

Durante todo o dia de ontem, as articulações foram intensas nos bastidores. O próprio Tiago havia conversado com a Vereadora Edileuza Palhares sob a eleição da presidência, chegando a lançar o nome dela para a disputa do pleito [Tudo orquestrado]. Alias, Tiago teria sugerido ao Prefeito Deusdete Gomes que se reunisse com a base aliada ao Governo para discutir um nome de consenso na disputa. Na reunião, o próprio Tiago mostrou-se contrário a candidatura de Clóvis durante a reunião e, inquiriu a Vereadora Edileuza Palhares se desejaria ser candidata, a mesma falou que, em prol da harmonia e união do grupo e, em comum acordo com o prefeito e a base concordaria em disputar sim a eleição.


Durante o processo eleitoral..., um misto de surpresas e decepções para o até então grupo aliado: O Líder do Governo na Câmara, Vereador Tiago Braga [PMDB], agiu de maneira desleal após contrariar consentimento do próprio grupo e, especialmente do PMDB, a qual tinha como candidata a própria colega de bancada, no caso, a Vereadora PMDBista Edileuza Palhares. Por incrível que pareça, o Vereador virou a casaca e impôs a derrota ao próprio partido e a base do Governo, ao votar em Clovis Tiburcio, candidato da oposição. Tiago Chegou a ser convidado para a Chapa da vereadora Edileuza Palhares (PMDB) como 1º Secretário, mas renunciou, fazendo parte da Chapa de Clóvis Tibúrcio, que venceu a eleição. Agora, se Tiago tinha a votação suficiente pra vencer, porque o Vereador não recebeu os votos da oposição no pleito?

O voto do Vereador era dado como voto certo para todos até a véspera da votação, quanto virou a casaca. Bem, a verdade é que, a atitude tomada pelo fogo amigo vai custar caro, e muito caro: O rompimento com o PMDB e o desembarque da gestão municipal.

Isso só mostra que..., Clemenceau vem brincando de fazer política em detrimento de adversários e de seus deleites. Sôso tem prazer em derrotar os próprios aliados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Administrador

Minha foto
Estudante do Curso - Bacharelado em Administração, apresentador do Programa Radiofônico Celebrando à Cristo da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Angicos, Redator da Coluna "Giro pela Cidade", Titular do Blog Angicos Noticias e blogueiro!